quarta-feira, 31 de agosto de 2011

MARATONA DE LONDRINA



Valeu o apoio (apesar do equívoco na acentuação...)


Abastecendo


Combustível: carboidrato
O locutor: - Olha só... o atleta de Itararé até fez uma camiseta em homenagem ao dia da primeira Maratona de Londrina!

Largada, vamos ver o que dá...

Vitória! 16ª Maratona!



Podemos escolher quanta influência o ouro e a glória podem ter sobre nós - quer fiquemos cegos pelo brilho, quer consigamos enxergar melhor porque nosso objetivo era mais elevado. Tudo depende de onde - e em quem - concentramos a atenção. Podemos admirar apenas os vitoriosos, sobrecarregar-nos com estatísticas e ficarmos obcecados em saber que país está acumulando o maior número de medalhas. Mas também podemos procurar o que os antigos poetas gregos chamavam de "o momento eterno", a hora da verdade, quando surgem a coragem, o desejo e o orgulho do atleta solitário ou da equipe bem afinada - ou não. (Phil Cousineau - O ideal olímpico e o herói de cada dia)


sábado, 27 de agosto de 2011

NÃO TEM MAIS VOLTA: MARATONA DE LONDRINA AMANHÃ!
Quem treinou, treinou, quem não treinou vai sofrer com o calor: 30 graus!
A1ª Maratona de Londrina será realizada amanhã, 28 de agosto, com largada às 6h30 para o feminino e às 7h00 para o masculino.
Na entrega do kit os atletas tomaram conhecimento dos detalhes do percurso, da altimetria, do abastecimento e atendimento médico.
O bicho vai pegar!
Boa sorte a todos os maratonistas!



sexta-feira, 26 de agosto de 2011

NOVO UNIFORME
Interessados devem entrar em contato com Malu, da Malha&Ação.


     

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

COISAS DE ITARARÉ...
MP obtém liminar e prefeito de Itararé é afastado do cargo

Justiça concedeu liminar em ação civil pública movida pelo Ministério Público contra o prefeito de Itararé, Luiz César Perúcio, e determinou o seu imediato afastamento do cargo. A liminar foi concedida nesta terça-feira (23) e Perúcio já foi afastado durante a tarde.

Na ação, os promotores de Justiça Bruno de Moura Campos e Marcelo Silva Cassola pediram o afastamento cautelar do prefeito e a suspensão de um pregão aberto para a compra de gêneros alimentícios para a merenda escolar de Itararé.
De acordo com a ação, no início do ano passado o prefeito abriu licitação na qual estabelecia o critério de julgamento “menor preço por lote”, o que restringia a ampla participação e igualdade dos concorrentes, uma vez que cada lote agrupava diversos gêneros alimentícios. O Ministério Público, então, emitiu uma Recomendação para que a licitação fosse anulada.
O prefeito, então, respondeu que havia acatado a Recomendação e revogado a licitação. Mas logo em seguida, lançou novo edital, com os mesmos vícios. Houve nova Recomendação, igualmente acatada.
Ocorre que, após a terceira Recomendação que o prefeito informou ao MP ter acatado, foi publicado o edital do Pregão Presencial nº 17/2011, no último dia 27 de julho de 2011, com valor estimado de R$ 804 mil, novamente prevendo critério de julgamento por menor preço por lote, com aglutinação de itens de natureza distinta.
Para o MP, Luiz César Perúcio omitiu a existência de novo edital, apesar de informar o integral acatamento da Recomendação em ofício assinado pessoalmente, tentando esquivar-se de responsabilidade no inquérito civil aberto para apurar o caso.
“Pelo que se constata da situação documentada no inquérito civil, a revogação desenfreada dos certames não tem por finalidade atender ao interesse público, mas criar supostas situações “emergenciais e imprevisíveis” para legitimar a contratação direta da Administração com pessoas pré-determinadas, de acordo com o interesse pessoal do administrador e de seus favorecidos, sem falar, ainda, nos custos gerados pelas sucessivas aberturas das licitações”, sustentam os promotores.
Com base nos documentos juntados na ação, o juiz Fernando Oliveira Camargo determinou a suspensão do pregão presencial e o afastamento cautelar do prefeito Luiz César Perúcio. “Noto que o Sr. Prefeito, de forma maliciosa, se utiliza de seu cargo para tentar simular o atendimento de recomendações ministeriais, com o nítido propósito de alcançar o arquivamento do procedimento investigatório, fato este que demonstra que ele, certamente, se utilizará do mesmo expediente para tentar alcançar o mesmo desiderato no processo judicial”, escreveu o juiz ao deferir a liminar. “Entendo, portanto, se tratar de um fato concreto que certamente prejudicará a instrução processual, o que demanda o seu afastamento cautelar até o julgamento do presente feito”, completou.
O juiz já oficiou à Câmara Municipal para que dê posse imediatamente ao vice-prefeito José Eduardo Ferreira.
Na semana passada, o MP já havia obtido a condenação do prefeito à perda do cargo e dos direitos políticos por oito anos, além do ressarcimento de R$ 185,6 mil aos cofres públicos e pagamento de multa civil no mesmo valor por prática de ato de improbidade administrativa na compra de material escolar.
Fonte:
http://www.mp.sp.gov.br/portal/page/portal/home/home_interna
CORRIDAS SENSACIONAIS
No último final de semana o atleta Guilherme representou a equipe 28 de Agosto - 100% Itararé em duas sensacionais provas paranaenses.
No sábado, dia 20, participou dos 10 Km do Circuito Amigos da Natureza, 8ª etapa, Prova Volta Ecológica do São João, no município de Colombo.
Foi uma bela prova no frio e garoa fina, com percurso duríssimo por estradas de terra recheadas de subidas.
O circuito é realizado nas cidades da região metropolitana de Curitiba, sempre por estradas de terra ou trilhas. Está de parabéns o organizador, nosso amigo, Gilberto da Silva.
Já no domingo, dia 21, outra prova sensacional. Foi na cidade de Praia de Leste, uma corrida de 21 km. A Corrida do Sambaqui.
O percurso foi totalmente por trilhas, passando por uma tribo indígena.
Guilherme foi o 5º colocado no geral e ganhou mais um belo troféu para Itararé.
As duas competições foram muito bem organizadas, com muito respeito aos participantes, e agradando os que gostam de aventura, adrenalina e percursos diferenciados.
Fotos da Corrida do Sambaqui:



     

sábado, 20 de agosto de 2011

MEDALHA OLÍMPICA

Vicente Lenílson de Lima (Currais Novos, 4 de junho de 1977) é um atleta brasileiro.

É o atual campeão brasileiro na prova dos 100 metros rasos. O ex-mecânico - trabalhava com motocicletas - de Currais Novos, no Rio Grande do Norte, começou a correr por acaso: depois de perder o emprego, foi tentar a vida no futebol, mas gostou mais da pista de atletismo que cercava o campo.
Foi medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Verão de 2000, em Sydney, e ouro no Jogos Pan-americanos de 2007, ambas provas no revezamento 4x100m rasos.
Esteve em Itararé em 2010, falando sobre atletismo e sobre sua carreira de atleta.
Quem participou da clínica do atleta medalhista olímpico se emocionou com sua história de superação.
Mostrou as principais medalhas que conquistou, deixando que o público tivesse contato com um dos objetos mais almejados pelos atletas: uma medalha olímpica.


Atletas Gabriela, Vicente Lenilson e Guilherme.



quinta-feira, 18 de agosto de 2011

FIZEMOS A NOSSA PARTE...
A comunidade esportiva do município de Itararé, representada pela ___________(melhor nem citar o nome)____, Equipe de Atletismo 28 de Agosto (ex-equipe Epaminondas), professores de Educação Física, atletas e demais cidadãos, vêm à presença de Vossa Senhoria, digno candidato ao cargo de Prefeito Municipal, expor as ações e idéias que considera necessárias para o incremento do esporte para o quadriênio - 2009/2012 em Itararé, e solicitar que Vossa Senhoria se manifeste diante das mesmas, comparando-as com seu Plano de Governo para o setor.

Essa comunidade esportiva entende que o esporte é uma das principais ferramentas de um gestor público para a melhoria da qualidade de vida dos munícipes.
Diante do exposto, elenca uma série de ações e melhorias que entende necessárias para a revitalização do esporte e da prática de atividades físicas na cidade:
1- Criação do Conselho Municipal de Esportes e Atividades Físicas, com funções deliberativas e consultivas, contando com a representatividade de Professores de Educação Física, atletas, dirigentes de clubes e/ou associações esportivas, poder público executivo e legislativo;
2- Elaboração de um Plano Quadrienal visando o fomento da prática esportiva no município;
3- Expressa proibição da contratação de atletas e técnicos de outras cidades (“de fora”) para nos representar em quaisquer tipos de competições e/ou modalidades esportivas;
4- Contratação somente de técnicos esportivos devidamente formados em cursos de licenciatura e/ou bacharelado em Educação Física ou Esportes;
5- Elaboração de calendário esportivo anual, contemplando diversas modalidades esportivas e/ou recreativas;
6- Criação do Parque Municipal de Atividades Físicas (no Centro de Eventos), com pista para caminhada e corrida, arborização, colocação de bancos, iluminação, quiosques, barras para alongamentos e exercícios, devidamente preparado para receber eventos como Festa do Peão, Festa de São Pedro, etc.;
7- Concurso Público para contratação de técnicos esportivos municipais;
8- Apoio às iniciativas esportivas, prevendo a cessão de espaço físico, condução e demais infra-estrutura para o sucesso das mesmas por parte das associações localizadas no município, de técnicos e/ou atletas do município;
9- Revitalização do esporte nos bairros, com a realização de escolinhas de diversas modalidades esportivas, culminando com as seleções municipais para representação do município em competições intermunicipais;
10- Organização de Olimpíadas Escolares e/ou entre bairros, contando obrigatoriamente com desfile de abertura, solenidade de entrega de premiação, de encerramento, etc.;
11- Realização de cursos de aperfeiçoamento para os técnicos, monitores e comandantes, dirigentes das equipes esportivas dos bairros e do município;
12- Realização de cursos de arbitragem para formação de quadros de árbitros de diversas modalidades na comunidade esportiva local;
13- Treinamento para os guardiões ou atendentes das praças esportivas municipais, visando seu preparo para o atendimento aos usuários, principalmente as crianças e jovens;
14- Realização de trabalho de longo prazo na formação de atletas com base nos conceitos e princípios pedagógicos e científicos;
15- Realização de curso sobre preparação física para os técnicos e monitores esportivos municipais;
16- Divulgação dos resultados de todas as competições realizadas, ou das participações de equipes e/ou atletas do município, por meio dos jornais locais, internet, e demais veículos de comunicação;
17- Adoção de medidas visando o auxílio aos atletas carentes;
18- Progressiva obrigatoriedade da formação em curso de licenciatura e/ou bacharelado em Educação Física ou Esporte para os gestores, coordenadores, secretários, ou administradores esportivos municipais;
As ações e medidas elencadas, são, no entender da grande maioria de esportistas da cidade de Itararé, importantíssimas para a melhoria das condições para a prática de esportes no município. Vossa Senhoria ao assinar este documento perante expressiva parcela da comunidade esportiva de Itararé estará assumindo-o como parte de seu Plano de Governo para o quadriênio 2009/2012, e mais do que isso, estará se comprometendo com o bem estar e com a melhoria da qualidade de vida de nossa população.

Esse documento foi redigido no dia 08/08/08, dia da abertura das Olimpíadas de Pequim.

Em reuniões com os então candidatos ao cargo de chefe do executivo, antes das eleições municipais de 2008, os mesmos se mostraram de acordo e assinaram o documento comprometendo-se a promover as ações. Infelizmente mesmo assinando o documento, não houve garantias do seu cumprimento, como comprovamos na prática. desde janeiro de 2009 até hoje.
Ah!, Bons tempos em que somente a palavra dita já era suficiente...

terça-feira, 16 de agosto de 2011

DUELO: CORPO X MENTE

Apesar das recentes teorias sobre o ser humano, em que a separação em corpo, espírito e mente não existe, pois somos uma coisa só, ou, na linguagem popular de hoje "tudo junto e misturado", não há como deixar de falar em duelo entre corpo e mente quando se chega na exaustão física numa competição.
Traçamos o objetivo, fazemos todo um planejamento, treinamos duro e com afinco para superarmos os demais e a nós mesmos. Mas no meio de uma prova somos uma coisa só cheia de conflitos. O corpo quer parar, não aguenta mais o sofrimento. Já o pensamento nos faz perseverar. Castigamos nosso próprio ser em busca da superação. Suportamos dores inimagináveis para cruzarmos a linha de chegada.
Isso é o espírito da maratona.


Certo ou errado, sacrificamos nossos corpos, maltratamos nossos músculos, tendões, pernas, pés, e todos os órgãos buscando algo mais.

Vale a pena?
Deve valer.


Diz aí, Fernando Pessoa!
Quem quer passar além do bojador,
Tem que passar além da dor.

sábado, 13 de agosto de 2011

PINDA

Não o conheço e nem mesmo sei o seu nome, mas resolvi batizá-lo de "Pinda" e sempre me vem à lembrança quando se fala em um tal de "muro" na maratona. Foi em 2003, na Maratona de Curitiba, e exemplifica bem o que é correr 42 km.
Estava eu lá pelo km 15 ou 16, quando escutei uma gritaria que vinha do pessoal de trás. Um pouco mais à frente consegui perceber o que era: "Pindamonhangaba saúda o bairro Santa Cecília de Curitiba", gritava o atleta, faixa na testa, todo empolgado, acenando para o pessoal na calçada. Ultrapassou-me e continuei ouvindo sua alegria: "Pindamonhanbaga saúda o povo de Curitiba", e com as passadas ligeiras foi adiante,  sumiu.
Mantive o ritmo e segui. Subidas e descidas, viadutos, retas intermináveis, o sol já castigava os heróicos maratonistas e qual não foi minha surpresa quando, lá pelo km 34, ouvi novamente as saudações: "Pinda... ...monhan ... gaba... te saúda", já encurtando o discurso.
Emparelhamos e aos poucos o ultrapassei. Até o km 37 ainda escutava alguma coisa, agora mais parecendo súplicas, resmungos, lamentações: "Pinda...   ....monhan...     ....gaba!
Fui em frente. Terminei a prova no sofrimento de sempre - Curitiba não é fácil - e não vi nem ouvi mais a figura, mas acredito que, na reta de chegada, com toda aquela torcida, naquele lindo funil cheio de flores, juntou todas as suas forças e disparou: "Pinda"!
Guilherme Marques Gorski
Itararé - SP


Texto publicado na Revista Contra-Relógio nº 150, Março de 2006, página 50.

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

RUN FORREST, RUN!


Deu vontade de correr?
Corra.
Cansou?
Pare.
Simples.
Correr é simples.

terça-feira, 9 de agosto de 2011

SÃO SILVESTRINHA
Boa notícia.
Itararé irá participar da 18ª edição da São Silvestrinha.
A prova será realizada na capital paulista no dia 17 de dezembro e os alunos das escolas estaduais de Itararé estarão presentes.


Em 2007 a equipe teve quatro corredores na competição: Wellington, Jean, Valmor e Elias.
Neste ano teremos 35 atletas lá.
Em breve mais informações...

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

THE DAY AFTER THE MARATHON...
Não há dor que seja tão gostosa quanto aquela se sente no dia seguinte ao da maratona...
Quem já teve o prazer de sentí-la sabe bem disso.

domingo, 7 de agosto de 2011

ITARARÉ: A BATALHA QUE NÃO HOUVE!
Era para ser a mais sangrenta batalha entre os sulistas e os paulistas, e ocorreria na cidade de Itararé, com data e horário previsto. Todos estavam preparados, com suas máquinas de guerra, capacetes, luvas, e demais apetrechos.
Uns vinham do Sul, famosos por serem aguerridos, por não desistirem nunca, por defenderem a todo custo suas cidades e suas tradições. Vinham, como se diz, “com as facas entre os dentes”, com “sangue nos olhos”.
Outros eram provenientes de cidades paulistas, umas próximas à Itararé e algumas mais distantes. Também eram destemidos. Enfrentavam qualquer desafio, tinham a fama de serem estrategistas, pois eram acostumados às duras provas e desafios a que se submetiam em suas cidades.
O confronto era esperado por muitos. Muito alarde fez com que Sul e São Paulo ficassem esperando notícias dos valentes combatentes. Muito se divulgou do embate nos veículos de comunicação.
A cidade de Itararé seria o palco de grandiosa disputa. O provável desfecho de tão esperada batalha poderia mudar definitivamente os rumos dos vencedores e dos perdedores. Muito poderia acontecer em conseqüência de tão importante contenda.
Voltariam os sulistas decepcionados com uma derrota avassaladora, ou seriam os paulistas a chorar, vencidos que fossem?
Todos aguardavam ansiosos. A praça São Pedro, local do início da disputa, era pequena para acomodar tamanha apreensão daqueles que não estavam no “front”. Os que não estavam nas trincheiras aguardavam preocupados com o resultado. Uns roendo unhas, outros andavam de um lado para outro, enfim, todos desesperados aguardando notícias.
Depois de muito tempo de angústia começam a chegar os primeiros combatentes. Vinham com cara feia, com olhos vermelhos, testas franzidas. Alguma coisa muito grave tinha acontecido.
E realmente aconteceu. Foi grave.
Um a um, iam chegando. “Estrebuchando” de raiva.
Não havia sinalização no caminho e todos os combatentes (com exceção dos “mais chegados”) perderam-se no meio do reflorestamento.
Incrível, mas numa prova de mountain bike, disputada entre os vários ciclistas de Itararé e das cidades vizinhas de Sengés, Jaguariaíva, Itapeva, Capão Bonito, dentre outras, os organizadores não tomaram as devidas medidas de sinalização do percurso (e não ouviram os que entendem do assunto) e o resultado foi o caos total. Tiveram de devolver o dinheiro das inscrições. Por sorte, mesmo demorando muito, todos voltaram sãos para Itararé.
O jornalista e escritor Aparício Torelli que já havia caçoado de nossa terra se autodenominando o barão de coisa nenhuma, ou “Barão de Itararé”, deve estar se virando no túmulo ao ver que em Itararé as batalhas não são mesmo para acontecer...

Moral da estória: Entre mortos e feridos, perderam-se todos.

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

MARATONA DE CURITIBA 2011 VAI DAR O QUE FALAR
A tradicional Maratona de Curitiba, realizada sempre no terceiro domingo de novembro, já está dando o que falar.
A organização da prova neste ano não estará mais a cargo da prefeitura da capital paranaense e sim da empresa Latin Sports, que também cuidará da Maratona de Santa Catarina, a ser realizada em Florianópolis no dia 02 de outubro.
Até o ano passado, a prova em Curitiba era muito elogiada pela boa premiação aos primeiros colocados no geral masculino e feminino e também nas categorias por faixa etária, na qual se premiava até o décimo colocado em cada categoria.
Mas neste ano parece que as coisas mudaram. No site do evento http://www.maratonacuritiba.com.br/index.html já está disponível o regulamento e nele não há previsão de premiação nas categorias. A premiação para os primeiros colocados no geral também não está agradando os atletas de elite.
O percurso, também disponível no site, ao que parece será o mesmo dos anos anteriores. A largada talvez seja a única coisa a ser elogiada, já que está prevista para as 6:30 para o feminino e 7:00 para o masculino.
As inscrições também vão desagradar muita gente: R$70,00.
Já tem muita reclamação na internet entre os corredores.
Pelo jeito os corredores mais competitivos nas categorias vão deixar essa prova de lado, pois o percurso é difícil e o que os atraía para Curitiba era a possibilidade da premiação em dinheiro.

E essa agora... bem neste ano que nosso Volverine estava pensando em voar baixo por lá...

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

HINO A ITARARÉ
Música: Gerson Gorski Damaceno
Letra: Dorothy Jansson Moretti
Imagens e Edição: José Carlos Pereira

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

MARQUE SEU TREINO
Correu? Caminhou? Pedalou? E não sabe quantos quilômetros percorreu?
Ou quer sair para um treino e não sabe por onde ir?
Seus problemas acabaram...
Existem várias possibilidades na internet para que você possa registrar sua rota de treino ou verificar a distância percorrida ou mesmo a altimetria.
Uma dessas ferramentas está disponível: no site: http://www.webrun.com.br/home/ você pode clicar em "onde treinar" e criar novas rotas ou mesmo procurar uma na sua cidade.
Algumas rotas de treino em Itararé já estão disponíveis lá. É só clicar em "buscar rotas" e digitar Itararé no campo "cidade". Aparecerão rotas já usadas pelos corredores itarareenses.
É isso aí. Bons treinos!

terça-feira, 2 de agosto de 2011

CUIDADO COM O COPO DE ÁGUA...
IV CORRIDA DE SÃO CRISTOVÃO EM IRATI - PR
No último sábado, 30 de julho, 15 horas, foi realizada a IV Corrida de São Cristovão na cidade de Irati, interior do Paraná, como parte da tradicional Festa de São Crsitovão, que neste ano esteve na 63ª edição.
A festa de São Cristóvão de Irati iniciou em 1948, idealizada pelo frei capuchinho Nereu do Valle. Em todos estes anos, ela aconteceu anualmente, sem interrupções, credenciando-a como a mais antiga do Brasil. Cerca de 30 mil pessoas participam do evento.
A corrida, que contou com a presença de muitos corredores paraneneses e também com uma equipe de Forianópolis, foi muito disputada e Itararé marcou presença com o atleta Guilherme, que correu na categoria veterano e classificou-se na sexta posição, dentre os mais de vinte competidores, ganhando mais uma bela medalha para sua coleção.
Na prova, ao tentar pegar um copo de água, um fato inusitado: cortou a mão na tampa de alumínio.
Mais essa agora...